#update-nag, .update-nag { display: none !important; }
Home > Notícias > 27 de setembro: A importância das doações de órgãos

27 de setembro: A importância das doações de órgãos

27 de setembro é o Dia Nacional da Doação de Órgãos. Data importante para apoiar este gesto que pode salvar vidas.

“Doar um órgão é um ato de extrema consciência e amor ao próximo. Quem faz uma doação, demonstra ser uma pessoa que se preocupa em contribuir com a saúde e a vida de outras pessoas e isso merece todo nosso respeito, como instituição e, principalmente, como pessoa humana”. A declaração é do presidente da Sociedade Paranaense de reumatologia (SPR), Marco Rocha Loures, referindo-se ao Dia Nacional da Doação de Órgãos, celebrado neste 27 de setembro.
Loures lembrou que no Brasil há quase 50 mil pessoas aguardando por um órgão, e segundo dados do Sistema Nacional de Transplantes (SNT), do Ministério da Saúde (MS), apesar de serem realizadas mais de 20 mil cirurgias todos os anos, o país ainda está muito abaixo da meta de 16 doadores por milhão. “A fila de receptores normalmente é muito grande e não há suficiente quantidade de órgãos para pessoas que necessitam deles para manter suas vidas, por isso é importante que todos contribuam”, frisou o presidente da SPR, lembrando que segundo o MS, em 2015 o Brasil alcançou a maior porcentagem de aceitação familiar, que foi de 58%, fazendo com que o número de pessoas aguardando por um transplante caísse 36%.
Apesar dos avanços, os dados do Ministério mostram em 2016 mais de 40% das famílias não consentiram com a doação dos órgãos de seus familiares com morte encefálica, impedindo que mais de 3 mil transplantes fossem realizados. “Esses dados nos mostram a importância das campanhas de conscientização e esclarecimento da população, além de contribuir para o convencimento daqueles que têm dúvidas quanto aos requisitos e consequências da doação. Por esse motivo a SPR se manifesta no sentido de contribuir, não apenas falando sobre a importância da doação entre seus membros, mas levando essa palavra de conscientização a toda a sociedade ”, completou Loures.